Indústria 4.0

IoT

O futuro já é nossa realidade!

A Indústria 4.0 está revolucionando a forma como as empresas fabricam, melhoram e distribuem seus produtos. Os fabricantes estão integrando tecnologias facilitadoras, incluindo a Internet das Coisas (IoT), a computação em cloud e análise, bem como a IA e o machine learning em suas instalações de produção e em todas as suas operações. Essas fábricas inteligentes são equipadas com sensores avançados, softwares integrados e robótica que coletam e analisam dados e permitem uma melhor tomada de decisão.

IOT

Quais tecnologias estão impulsionando a Indústria 4.0?

Estamos agora na quarta revolução industrial, também referida como Indústria 4.0, que se caracteriza por aumentar a automação e o emprego de fábricas inteligentes informadas por dados para produzir bens de forma mais eficiente e produtiva. A flexibilidade é melhorada para que os fabricantes possam atender melhor as demandas dos clientes usando a personalização em massa, por fim buscando alcançar eficiência com, em muitos casos, um único lote pequeno. Ao coletar mais dados do chão de fábrica e ao combiná-los com outros dados operacionais da empresa, uma fábrica inteligente possibilita que melhores decisões sejam tomadas.

Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IoT) é um componente fundamental das fábricas inteligentes. As máquinas no chão de fábrica são equipadas com sensores que incluem um endereço IP que permite que as máquinas se conectem com outros dispositivos ativados para a web.

Computação Cloud

A computação em cloud é a base de qualquer estratégia da Indústria 4.0. A implementação completa da manufatura inteligente demanda conectividade e integração de engenharia, cadeia de suprimentos, produção, vendas e distribuição, e serviço. A cloud ajuda a tornar isso possível.

IA e Machine Learning

A IA e o machine learning permitem que as empresas de manufatura aproveitem plenamente o volume de informações geradas não apenas no chão da fábrica, mas em suas unidades de negócios e até mesmo de parceiros e fontes de terceiros.

Computação de Borda

A demanda de operações de produção em tempo real significam que alguma análise de dados deve ser feita na "borda", ou seja, onde os dados são criados. Isso minimiza o tempo de latência a partir de quando os dados são produzidos até quando uma resposta é necessária. Por exemplo, a detecção de um problema de segurança ou de qualidade pode exigir uma ação quase em tempo real com o equipamento.

Pronto para encarar a Indústria 4.0?

Vamos começar!